Heliponto é inaugurado no Hospital Municipal Dr Ernesto Che Guevara

Nova estrutura agiliza atendimentos, salva vidas e funciona, ainda, como diferencial para a cidade na operação da indústria offshore

Foto: Leonardo Fonseca

Num serviço em que um minuto pode definir a vida ou a morte de uma pessoa, o Hospital Municipal Dr Ernesto Che Guevara acelera ao inaugurar o seu heliponto, operado pelo Aeroporto de Maricá. A estrutura vai agilizar os atendimentos médicos de emergência, favorecer a doação de órgãos e é um grande diferencial para o mercado offshore, que já usa o aeroporto local para parte de sua operação. Por conta da operação offshore, o Terminal de Passageiros do aeroporto foi ampliado e também inaugurado nesta sexta-feira (5).

A construção do heliponto é uma parceria da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), que opera o aeroporto; do Serviço de Obras de Maricá (Somar) e da Secretaria municipal de Saúde. A localização dele, que tem 1.000 m² e fica numa parte elevada do terreno atrás do hospital, é um grande diferencial para a segurança operacional e para o conforto acústico dos pacientes e equipe médica.  

“Podem dizer que um heliponto é distante das nossas vidas, mas ontem (quinta-feira) a gente viu, sem estar inaugurado, a necessidade que a gente tinha do heliponto para dar celeridade ao atendimento, ajudando a salvar vidas. Uma vida que seja salva por alguns minutos de brevidade deve ser por nós atendida”, disse o prefeito Fabiano Horta, relembrando o socorro aeromédico oferecido a uma vítima de colisão, quinta-feira, em Jaconé, e levada para o Che Guevara.

_DSC0810

Horta disse, ainda, que transplantes serão facilitados com o heliponto:

“A gente tem aqui um conjunto de doação de órgãos que têm partido do hospital  e que agora não partirão mais numa van. Partirão diretamente do Hospital municipal Dr Ernesto Che Guevara diretamente para o destino onde a vida vai se estabelecer”, celebrou.

Diferencial offshore

O novo heliponto também beneficia a cadeia econômica de óleo e gás, que vem aumentando o baseamento em Maricá. Por conta da demanda, o Terminal de Passageiros do aeroporto passou por ampliação, passando a ter capacidade de abrigar 350 passageiros sentados. O novo heliponto é preparado para receber aeronaves até do porte S-92, a maior em operação no Brasil e muito usada pelas empresas offshore.

_DSC0736

“A missão da Codemar é dotar a cidade de equipamentos que melhorem a vida das pessoas. Esse heliponto premia a área de saúde e também é um grande diferencial para a cadeia de óleo e gás, que pode contar com Maricá também no caso de emergências médicas”, explicou Hamilton Lacerda, presidente da Codemar.

Uso antes da inauguração

Na véspera da solenidade de inauguração, uma vítima de acidente em Jaconé precisou de socorro aeromédico e foi levada para o Hospital municipal Dr Ernesto Che Guevara depois de horas preso às ferragens do caminhão betoneira que dirigia.

_DSC0719

“Não é uma entrega simbólica, mas a concretude do que o SUS pode fazer e do que nós podemos fazer para salvar as pessoas. O socorro aeromédico pode definir a sobrevivência da vítima. Ontem (quinta) tivemos um paciente vítima de colisão de um caminhão betoneira contra um poste que ficou muitas horas preso nas ferragens e precisou ser trazido de helicóptero. Ele e foi atendido aqui na nossa estrutura e salvo”, disse a secretária municipal de Saúde Juliana Nogueira.

_DSC0784

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Follow by Email
Instagram
WhatsApp